Queridos irmãos e amigos no amor que Deus, por sua vontade, derramou nos nossos corações!

O nosso nascimento para o Alto deu-se do seguinte modo:

“O Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, abençoou-nos, desde os céus, com toda a espécie de bênçãos espirituais em Cristo.

Ele mesmo nos escolheu antes da criação do mundo, para vivermos, em caridade, na Sua presença, santos e irrepreensíveis.

E predestinou-nos de Sua livre vontade, para sermos Seus filhos adoptivos por Jesus Cristo.

Para que louvemos a glória da Sua graça com a qual nos agraciou em Seu amado Filho.

Pelo Seu sangue obtemos a redenção e a remissão dos pecados, pela riqueza da Sua Graça.

Graça que superabundou sobre nós. E nos deu plenitude de sabedoria e inteligência para que conhecêssemos o mistério da Sua vontade.

Que Ele mesmo se propôs realizar em Cristo, ao chegar a plenitude: “Instaurar todas as coisas em Cristo, tanto as do céu como as da terra.” (S. Paulo)

 

Como é grande a alegria da nossa alma ao poder louvar e bendizer a Deus convosco! Nesta hora de dificuldade e escuridão que invade o nosso mundo e pode afectar as nossas vidas, queremos  hoje, como mensageiras da alegria de Deus, manifestar aos vossos corações a certeza de que somos filhos muito amados de Deus. Filhos predilectos e escolhidos, para Deus manifestar no nosso mundo a Sua Presença, o Seu Amor, a Sua Vida.

O filho de Deus nasce para a terra, os filhos dos homens, nós, cada um de nós nasce para Deus. E com que ternura Deus espera a nossa confiança; e com que esperança Deus nos olha; com quanto amor espera escutar uma oração do nosso coração, e com quanta luz Ele nos envolve; Luz que é Graça, que é bênção divina derramada sobre nós, pelos caminhos da vida, ainda que difíceis e incertos.

Nunca poderíamos amar a Deus, se antes Ele não nos tivesse amado. Nunca O poderíamos invocar, nem suplicar a Sua ajuda, se antes a Sua Palavra não nos falasse ao coração, não nos tocasse a vida, não nos desse a Sua mão.

Deus escolheu-nos desde a eternidade e destinou-nos para viver em comunhão com Ele, para vivermos a vida presente, na certeza de fé da Sua Presença entre nós. Quis manifestar em nós o poder do Seu Amor tornando-nos seus Filhos e concedendo-nos, no Seu Filho único e primogénito, a graça de lhe chamarmos Pai.

Como é grande o Amor de Deus para connosco! Como é grande a profundidade, a riqueza e a sabedoria da Misericórdia que nos envolve; que não se esgota no tempo, mas transborda para a Eternidade; que não se reduz às alegrias e ás tristezas desta vida, mas abre-nos as portas às alegrias do céu, à verdadeira e única felicidade que vale a pena, a felicidade eterna.

Nesta noite, Deus vem até nós e dá-nos Seu o Filho como presente, como fonte de bênção para as nossas vidas. Recebamos este presente Divino, acolhamo-lo no coração! E façamos também, de nós mesmos, neste Natal, um presente a Deus nosso Pai, por meio do Deus feito Menino. Sim, ofereça-mo-nos a nós ao Deus Menino:

Ofereço-te, Menino de Belém,
Os meus pensamentos,
Ajuda-me a pensar em Ti.

Ofereço-te, Palavra Eterna do Pai,
As minhas palavras,
Ajuda-me a falar de Ti.

Ofereço-te, Menino Jesus,
As minhas obras,
Ajuda-me a cumprir a Tua vontade.

Ofereço-Te, Filho Unigénito de Deus,
As minhas penas e tristezas,
Ajuda-me a sofrer conTigo. 

Tudo aquilo que Tu quiseres,
DEUS-MENINO, eu quero,
Precisamente porque Tu o queres,
Durante o tempo que tu quiseres!

Que o Deus – Menino aceite o Vosso presente e vos encha cada vez mais do Seu Amor, da Sua Alegria, da Sua Paz, da Sua Bondade, para Glória de Deus Pai. Que este Natal do Deus – Menino na terra seja o princípio do natal de todos nós para o céu.

Um santo e feliz Natal, na companhia de todos os que tendes no vosso coração, e um novo ano cheio das Bênçãos de Deus é o que pedimos a Deus, que vos dê.


Irmãs Carmelitas Descalças do Carmelo de Cristo Redentor
Natal 2017